Luxo, câmera, ostentação

No post passado comentamos um pouco sobre o Apple Watch de luxo. Neste texto iremos comentar um pouco a estratégia da Apple para empurrar o seu elefante dourado.

A Maçã, para estimular a compra de seu suntuoso produto, vai oferecer uma série de mimos exclusivos para aqueles que desembolsarão a alvitante soma pedida.

Uma das estratégias elaboradas pela Apple é que os seus clientes VIPs poderão ter consultas de até uma hora de duração com os gênios da Apple, treinados exclusivamente para essa finalidade. Os clientes desse modelo top de linha também poderão ser orientados por vídeo conferência por especialistas da moda.

Outro serviço que a Maça vai oferecer “gratuitamente” será a garantia de 3 anos para o Apple Watch Edition. O suporte contará com uma linha de atendimento personalizado, 7 dias por semana, 24 horas por dia.

Além disso, os compradores desses objetos de luxo jamais enfrentarão filas para serem atendidos nas lojas da Apple. E parece que para eles serão oferecidas até salas especiais, com sofás e outros confortos.

Em razão de vender um relógio com preços de realeza Cupertino está tomando o cuidado de prover um serviço igualmente monárquico. A Apple, de forma inédita, está adentrando no mercado de luxo, e por isso promovendo a ostentação.

Anúncios

Vitrola de ouro

Se diz por aí que iPhone é uma ostentação. Talvez isso seja verdade para alguns casos. Sobre isso pairam controvérsias, no entanto poucos vão negar a jactância contida no Apple Watch Edition.

O relógio inteligente da Apple, além do tamanho e pulseiras será oferecido em três opções de materiais, alumínio anodizado, aço inoxidável e ouro, este último foi nomeado de Apple Watch Edition. Essa versão oferece um modelo com ouro ou ouro rosa 18 quilates, além de outros pequenos detalhes. Esse mostrador de horas deixaria até o Rei Midas com inveja. O hipotético incomodo da figura mitológica não é nada se comparado à balbúrdia dos fabricantes de relógios tradicionais, e das respectivas marcas de luxo.

O preço do relógio de ouro da Apple pode alcançar 17 mil dólares, será o objeto tecnológico mais nababesco até então existente, esse sim será “o luxo e poder”.

Entretanto, apesar da algazarra desse novo lançamento, cheio de pompa, Cupertino está embarcando numa aventura complicada. A tecnologia dificilmente combina com o luxo, pois ela é passageira e o luxo é pra ser eterno. Os utensílios tecnológicos perdem o valor rapidamente, estão sempre sendo ultrapassados e substituídos por soluções mais modernas. No que tange esse mercado de eletrônicos, a velocidade dessas transformações é inconcebível.

Um Rolex fabricado em um ano pouco muda nos anos seguintes. No caso do relógio da Apple, em três anos o modelo vai estar obsoleto em relação ao atual. A indústria automobilística padece e se beneficia de uma estagnação tecnológica semelhante, bem como outros nichos específicos de luxo, bolsas, canetas, roupas.

Outro desafio é a inexperiência da Maçã no mercado de luxo. Certamente a vinda de Angela Arendt, ex CEO da Burberry serviu para encorajar a Apple, mas será que vai ser o suficiente.

Quem quer comprar uma vitrola de ouro?

Tim Cook, the World greatest leader – english version

Fortune magazine named Mr. Cook as the greatest leader in the world. The Pope was in 4th place and Taylor Swift at 6 and so on… the list can be controversial, but anyway…

We all know the circumstances shrouded in the rising of Tim Cook at the power and how diferent, from Steve Jobs, he directs the company’s business. Skepticism and critical were huge and intense with this man, and about Apple, since the beginning, but he proved to be up to the fight.

It has been a valiant warrior, at a battlefield where the difficulties are numerous and with complex ramifications. It seems that the greater the wealth, the greater the forces trying to suck it, this goes for any situation, imagine for Apple with a GDP higher than countries and being the most capitalized company in the world.

Within this context Tim Cook is not only keeping the generation of wealth, he is increasing it. And when we talk about wealth, is not only money, but deep values, philosophy, technology, various other things. During these three years of leadership, he faced profits in favor of ecology, there was an approach with employees, Apple became more global, among other facets

Regarding Apple there are two types of fans, the lovers and the haters, these last ones represent the other half of the world, they just want to see the chaos and the collapse of Apple, for several reasons. Climbing a mountain is difficult, try to imagine staying at the top, it is hardcore.

The challenge of Tim Cook is great, he was the successor of a god of the technology, but Tim it is just a human being. If Apple were a football team, it would be the most prestigious of the world, with millions of very demanding fans, louder and very critical. When Apple throws a pebble, not the watch, in the lake, this may cause the tsunami size repercussions. When you throw a Pebble Watch in the lake, you get the Apple Watch, from the Lady of the Lake herself.

The one responsible for directing Apple, should also be it’s best public relations, 24 hours a day, should be the face of the company, and one false step means falling shares and all types of consequences. And we’re talking about the guy who admitted to be gay, he did that in the middle of all these adversities. It is no small thing this exposure of his personal life. In the words of Tim Cook:

“I have thick skin,” he says, “but it got thicker. What I learned after Steve passed away, what I had known only at a theoretical level, an academic level maybe, was that he was an incredible heat shield for us, his executive team. None of us probably appreciated that enough because it’s not something we were fixated on. We were fixated on our products and running the business. But he really took any kind of spears that were thrown. He took the praise as well. But to be honest, the intensity was more than I would ever have expected.”

There are many leaders in our earth, it is difficult to measure a comparison to know who should be the first. Regardless of a classification, nobody can deny that Mr. Cook has been a great leader.

Tim Cook, o maior líder do mundo

A revista Fortune elegeu o Mr. Cook como o maior líder do mundo. O Papa ficou em 4º lugar e a Taylor Swift em 6º e por aí vai… a lista pode ser controversa, mas enfim…

Todos conhecemos as circunstâncias envoltas na subida de poder de Tim Cook e na forma como direciona os negócios da empresa, bem diferente de Jobs. O ceticismo e as críticas de praxe costumam ser enormes, e com Cook foram ainda mais intensas, mas ele provou estar à altura da luta.

Ele tem sido um valente guerreiro, num campo de batalha onde as dificuldades são inúmeras e de ramificações complexas. Parece que quanto maior a riqueza, maiores são as forças tentando sugá-la, isso vale pra qualquer situação, imagine para a Apple com um PIB maior que de países e sendo a companhia mais capitalizada do mundo.

Dentro desse contexto Tim Cook está não apenas mantendo a geração de riqueza, ele está a aumentando. E quando falamos em riqueza, não é apenas dinheiro, são valores, filosofia, tecnologia, várias outras coisas. Durante esses três anos de liderança, ele peitou lucros em favor de ecologia, houve uma aproximação com os funcionários, tornou a Apple uma empresa mais global, entre outras facetas…

Em relação à Apple existem dois tipos de torcida, a dos apreciadores, e a outra metade do mundo, estes querem ver o caos e a derrocada da Apple, pelos mais diversos motivos. Subir uma montanha é difícil, se manter no cume é hardcore.

O desafio de Tim Cook é grande, ele teve que suceder a um deus da tecnologia, sendo que ele é apenas um ser humano. A Apple é quase um time de futebol, com a maior torcida do mundo. E imagine uma torcida dotada de algumas das mais incríveis mentes críticas. Quando a Maçã arremessa uma pedrinha no lago, isto pode provocar repercussões do tamanho de tsunamis.

Aquele responsável por dirigir a Apple, deve também ser a sua vitrine, 24 horas por dia, deve ser a cara da empresa, um passo em falso significa queda de ações e todo o tipo de consequência. E estamos falando do sujeito que admitiu ser gay no meio de todas essas adversidades. Não é pouca coisa essa exposição de sua vida pessoal. Nas próprias palavras de Tim Cook:

“I have thick skin,” he says, “but it got thicker. What I learned after Steve passed away, what I had known only at a theoretical level, an academic level maybe, was that he was an incredible heat shield for us, his executive team. None of us probably appreciated that enough because it’s not something we were fixated on. We were fixated on our products and running the business. But he really took any kind of spears that were thrown. He took the praise as well. But to be honest, the intensity was more than I would ever have expected.”

Existem muitos líderes nessa nossa Terra, é difícil aferir uma comparação pra saber quem deveria ser o primeiro, evidente. Independentemente de uma classificação ninguém pode negar que o Mr. Cook tem sido um grande líder.

iPhone 6C estaria nos planos da Apple?

Quando os rumores a respeito do iPhone 5C surgiram muitos foram céticos em relação ao sucesso do produto. O receio era que a qualidade do material implicaria num produto inferior. Entretanto, a Apple ofereceu ao mercado um iPhone bem elaborado, que apesar de não ser revestido de metal, mas sim de polímero, ostentava o padrão de qualidade que conhecemos e apreciamos.

Alguns chegaram a chamá-lo de iPhone do Tim Cook, pois acreditava-se ser ele a pessoa que teria “empurrado” esses produtos para o mercado. Os rumores apontam agora para a vinda de um novo modelo C, poderia ser o iPhone 6C. E caso ele seja lançado, é provável que o lançamento ocorra juntamente com o do iPhone 6S, ou indo direto para o iPhone 7.

Entre os nossos conhecidos que possuem o iPhone 5C, todos eles estão muito felizes com o seus abacates, cremes, etc. E com razão, esse modelo tem uma pegada excelente, cores bonitas e vivas. É até possível ter a impressão que este modelo é mais resistente e menos delicado que o seu irmão de metal. Os números relativos às vendas não são estupendos, mas também foram longe de ser decepcionantes. É até provável que este novo C venda ainda mais que os seus antecessores, pois os últimos quebraram o preconceito do “plástico colorido”.

Entre as nossas cores prediletas estão o amarelo e o verde. E você, se fosse escolher uma cor para o seu iPhone 6C, qual cor escolheria?