Vídeo do Tesla Model S sendo controlado por um Apple Watch

Elon Musk, o CEO da Tesla Motors, é muito comparado ao co-fundador da Apple, Steve Jobs. E não é a toa, ambos compartilham um perfil sensacionalmente visionário. Essa empresa fundada em 2003 pelos engenheiros Martin Eberhart e Marc Tarpenning já se tornou uma referência mundial, não apenas no segmento de automóveis, mas também de tecnologia.

A referida companhia, que carrega uma bonita homenagem ao inventor austríaco naturalizado norte-americano, Nikola Tesla, vem ganhando cada vez mais destaque, por sua inovação numa indústria que parou no tempo, a automobilística. Dizem que um dos campos que Jobs queria inovar era exatamente o do automóvel. Existem rumores que a Apple tentou adquirir a Tesla Motors, mas sem sucesso.

Como uma marca de automóveis, que desenvolve e vende veículos elétricos de alta performance, a Tesla possui uma diversificação de outros produtos, serviços relacionados a sua cadeia de produção. Esse leque compreende baterias de alto rendimento, energia solar, e até software voltado para os seus produtos. E em termos de aplicativo eles há pouco tempo fizeram a demonstração de um feito especialmente para o Apple Watch, algo que seria digno de um filme de ficção científica, trata-se da da interação entre o Apple Watch e o Tesla Model S.

Confira o vídeo abaixo, melhor que isso só ao vivo:

Anúncios

Tesla é a Apple dos carros?

Se a revolução da informática tivesse ocorrido com os carros, já estaríamos com os carros flutuantes. Entretanto, decorrido mais de um século desde o surgimento dos veículos motorizados, eles estão mais no chão que nunca. Ainda alimentados por combustíveis fósseis encontrados muito abaixo da superfície, uma energia suja.

Não se enganem, o veículo elétrico não é novidade. Essa informação vai causar espanto, mas já existem modelos elétricos de mais de 100 anos. O que falta realmente é vontade econômica e política mesmo. Alguns céticos, ou realistas, afirmam que o carro elétrico só se tornará uma realidade de massa quando não houver mais nem uma gota de petróleo. Vamos torcer para que antes do colapso do petróleo já estejamos muito bem assentados nos nossos carros elétricos.

O que muitos sonhavam é que Steve Jobs mergulhasse na indústria automobilística e ajudasse a promover a revolução que fez com os computadores. Alguns enxergam a Tesla, a famosa e promissora fabricante de carros elétricos como uma Apple voltada para as quatro rodas.

As coincidências não param por aí, a Apple já surrupiou pelo menos 50 engenheiros da Tesla, e esta última já trouxe para o seu lado pelo menos 150 ex engenheiros da Maçã. Essa disputa pelos empregados chamou a atenção da mídia internacional. O assunto é delicado e a Apple tem feito de tudo para interromper o fluxo de deserções em suas fileiras.

Recentemente noticiamos que a Apple estaria testando alguma tecnologia com carros, e isso provoca diversas conjecturas. Será que a Apple pretende ingressar na fechada e conservadora indústria de automóveis?

Tesla ou Apple, a nossa torcida é pelas duas, e para que a indústria retrógrada de veículos automotores seja finalmente revolucionada, pois é a mesma há mais de 100 anos.