Tim Cook, o maior líder do mundo

A revista Fortune elegeu o Mr. Cook como o maior líder do mundo. O Papa ficou em 4º lugar e a Taylor Swift em 6º e por aí vai… a lista pode ser controversa, mas enfim…

Todos conhecemos as circunstâncias envoltas na subida de poder de Tim Cook e na forma como direciona os negócios da empresa, bem diferente de Jobs. O ceticismo e as críticas de praxe costumam ser enormes, e com Cook foram ainda mais intensas, mas ele provou estar à altura da luta.

Ele tem sido um valente guerreiro, num campo de batalha onde as dificuldades são inúmeras e de ramificações complexas. Parece que quanto maior a riqueza, maiores são as forças tentando sugá-la, isso vale pra qualquer situação, imagine para a Apple com um PIB maior que de países e sendo a companhia mais capitalizada do mundo.

Dentro desse contexto Tim Cook está não apenas mantendo a geração de riqueza, ele está a aumentando. E quando falamos em riqueza, não é apenas dinheiro, são valores, filosofia, tecnologia, várias outras coisas. Durante esses três anos de liderança, ele peitou lucros em favor de ecologia, houve uma aproximação com os funcionários, tornou a Apple uma empresa mais global, entre outras facetas…

Em relação à Apple existem dois tipos de torcida, a dos apreciadores, e a outra metade do mundo, estes querem ver o caos e a derrocada da Apple, pelos mais diversos motivos. Subir uma montanha é difícil, se manter no cume é hardcore.

O desafio de Tim Cook é grande, ele teve que suceder a um deus da tecnologia, sendo que ele é apenas um ser humano. A Apple é quase um time de futebol, com a maior torcida do mundo. E imagine uma torcida dotada de algumas das mais incríveis mentes críticas. Quando a Maçã arremessa uma pedrinha no lago, isto pode provocar repercussões do tamanho de tsunamis.

Aquele responsável por dirigir a Apple, deve também ser a sua vitrine, 24 horas por dia, deve ser a cara da empresa, um passo em falso significa queda de ações e todo o tipo de consequência. E estamos falando do sujeito que admitiu ser gay no meio de todas essas adversidades. Não é pouca coisa essa exposição de sua vida pessoal. Nas próprias palavras de Tim Cook:

“I have thick skin,” he says, “but it got thicker. What I learned after Steve passed away, what I had known only at a theoretical level, an academic level maybe, was that he was an incredible heat shield for us, his executive team. None of us probably appreciated that enough because it’s not something we were fixated on. We were fixated on our products and running the business. But he really took any kind of spears that were thrown. He took the praise as well. But to be honest, the intensity was more than I would ever have expected.”

Existem muitos líderes nessa nossa Terra, é difícil aferir uma comparação pra saber quem deveria ser o primeiro, evidente. Independentemente de uma classificação ninguém pode negar que o Mr. Cook tem sido um grande líder.

Anúncios

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s