Apple versus Spotify?

Mal postamos sobre a imperdível promoção do Spotify de R$ 1,99 e eis que surgem rumores nada bonitos sobre uma suposta guerra da Apple contra esse tão querido serviço de stream musical. A Apple, que ainda nem lançou o seu streaming de música, estaria, nos bastidores, pavimentando com sangue o caminho para o seu próprio serviço.

Rumores indicam que Cupertino está buscando formas de estrangular a futura concorrência de formas sutis e indiretas. De acordo com o The Verge, a Maçã estaria tentando persuadir grandes gravadoras e o YouTube de proibir a reprodução de músicas de forma gratuita ou com o auxílio financeiro dos ads. O propósito da Apple é tão firme que ela se estaria oferecendo para pagar por todas as licenças com o fito de impedir a referida reprodução musical.

O objetivo imediato pode ser o de minar a convidativa porta de entrada do Spotify, que oferece ao usuário uma rica experiência musical, sem tem que gastar um centavo. Evidente que não existe almoço de graça, e que o conteúdo na versão grátis, é financiada pelas propagandas e ads. É justamente nesse ponto que a Apple pretende dificultar a vida do Spotify, pois ela não oferecerá versão gratuita de seu stream, e por isso, obviamente, muitas pessoas optarão por usufruir por um que seja de graça, enquanto existir essa alternativa.

Dos 60 milhões de usuários do Spotify, apenas 1/4 paga pela assinatura premium, com mensalidade. Nós optamos no fim de semana, graças a imperdível promoção da bagatela de R$ 1,99 por inteiros 3 meses! 😉

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos parece já ter aberto um procedimento para apurar as supostas práticas da Apple. A Comissão Européia também está atenta ao caso.

O serviço da Apple ainda não foi lançado, poderá custar U$ 9,99 por mês e se chamar Beats, mesmo nome da empresa que foi comprada por ela no ano passado.

Antes de tirarmos as nossas próprias conclusões, devemos ter em mente que a Apple foi a grande responsável por estruturar a música digital. Foram as negociações parecidas coma as em comento que reergueram a indústria da música, nos idos de 2000.

E verdade seja dita, foi graças a Apple que o Spotify se tornou o que é hoje, não apenas por causa do pioneirismo e idéias da Maça. Além disso, o Spotify cresceu enormemente por causa de sua difusão nas plataformas da Apple, iOS e OS X.

Fonte: The Verge

Anúncios