Signal para iPhone está em ascensão em Washington

Numa era cheia de incertezas para a privacidade, qualquer ferramenta para fortalecê-la é bem-vinda, especialmente nas comunicações.

Esse é o caso do Signal, um mensageiro instantâneo que foi lançado na AppStore com o objetivo de prover maior segurança na troca de mensagens. Esse app utiliza encriptação de ponta à ponta e é um dos poucos endossados por Edward Snowden, famoso por delatar o esquema de vigilância da NSA em 2013, incluindo a colaboração de grandes firmas de tecnologia que culminou em um escândalo de proporções mundiais.

O uso do Signal está arrebanhando a simpatia de usuários muitos poderosos, daqueles que trabalham no pequeno Distrito de Colúmbia, precisamente Washington DC. O Wall Street Journal citou como usuários o ex presidente Barack Obama, a ex Secretária de Estado Hillary Clinton, diversos colaboradores do atual presidente Trump, bem como outros poderosos.

De acordo com a Fortune, em número de downloads, o Signal está bem atrás do Telegram, que concorre com a liderança do WhatsApp, contudo aquele primeiro vem conquistando a confiança do mercado, com crescimento promissor, principalmente quando a comparação é feita pelo aumento da quantidade de usuários ativos. Nessa estatística a diferença entre os dois primeiros apps citados fica menor.

É importante ressaltar que atualmente todos os principais apps de mensagem instantânea aderiram ao uso de criptografia de ponta à ponta. Os dados do FaceTime e iMessage da Apple são criptografados de ponta à ponta e de acordo com a Apple, em resposta ao FBI num caso emblemático, nem mesmo ela conseguiria descriptografá-los. Apesar das supostas medidas de segurança implementadas em diversos apps de comunicação nem todos eles gozam da mesma credibilidade, mesmo aqueles extremamente populares.

E você, o que acha de seu mensageiro? Já experimentou o Signal? Nos deixe os seus comentários.

link do Signal

 

 

 

 

Anúncios