O governo chinês é acusado de promover ataques cibernéticos

Filme Jogos de Guerra com Matthew Broderick

A internet não poderá ser um campo de guerra, ela já se tornou! Os Estados Unidos e a China estão entre os países mais adiantados nesse sentido, eles possuem divisões militares de guerra cibernética e sabe-se lá mais o que. O tráfego e controle de dados tem uma importância estratégica enorme para a civilização moderna e numa proporção cada vez maior na medida da nossa dependência na tecnologia de informação.

Há pouco tempo o governo chinês foi acusado de promover uma série de ataques ao iCloud. A ONG virtual Greatfire.org que monitora censura pela internet disponibilizou um relatório que afirma serem estes ataques na modalidade “main-in-the-middle” (MITM) uma tentativa governamental de obter acesso à informação privada dos cidadãos chineses, incluindo textos, fotos e contatos. O ataque coincide com o lançamento do iPhone 6 e 6 Plus na China e com os protestos em Hong Kong, um dos centros financeiros da Ásia.

O pessoal do Greatfire diz que este é apenas o mais recente ato apoiado pelas autoridades chinesas, Google, Yahoo, Microsoft e Github cada um deles já foi alvo no passado. O relatório afirma que o governo está tentando redirecionar o tráfego para uma página fictícia criada para se assemelhar iCloud.com. A preocupação é grande, pois o Greatfire avisa que “se os usuários já ignoraram o aviso de segurança, clicaram no site falso da Apple e o acessaram com os seus nomes de usuário e senhas, esta informação já está comprometida pelas autoridades chinesas”.

Pouco depois de o relatório se espalhar a Apple emitiu uma resposta oficial sobre o caso em sua página de suporte, no qual defendeu que os servidores do iCloud não foram acessados. Em nota oficial ela assim se posicionou:

“A Apple está profundamente empenhada em proteger a privacidade e segurança dos nossos clientes. Estamos cientes de ataques de rede intermitentes organizados através de certificados inseguros para obter informações do usuário, e levamos isso muito a sério. Estes ataques não comprometam servidores do iCloud…”

A Apple está procurando se fincar na China e pra isso tem se aproximado o máximo possível das operadoras chinesas e de seus principais controladores, o Partido Comunista Chinês. Qualquer situação que surja vai ter que ser tratada de forma muito delicada. Lembrando que a parceria vai além de mercado consumidor, uma boa parte dos produtos da Apple são fabricados na terra dos pandas.

É impressão ou cada dia que passa o mundo está mais dependente da China, e também mais temeroso?

Fonte: Greatfire.org

Anúncios

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s